Header Ads

Image and video hosting by TinyPic

News

Júri condena autor de homicídio contra Policial Militar do JD das Paineiras a 9 anos e 4 meses de reclusão.


O marceneiro, Silas Rosa dos Santos, 57 anos, foi condenado a nove anos e quatro meses de reclusão pelo homicídio do policial militar César Mendes Rodrigues em 2008, em um novo julgamento ocorrido nesta sexta-feira (11), no Fórum de Jacarezinho.
Há cerca um ano, Silas já havia sido condenado pelo júri popular de Jacarezinho com quase a mesma pena. A defesa recorreu e no julgamento de ontem, o juiz titular da comarca, Renato Garcia, proferiu a leitura da sentença de nove anos e quatro meses de reclusão por volta das 16h30, após cerca de seis horas de debates e depoimentos. Os trabalhos iniciaram às 9 horas.
O advogado de defesa, Julio Cesar Correa Gomes já havia atuado no primeiro julgamento, em que Silas responde também pela morte (a facadas) de sua esposa, anos após a assassinar o militar.
Segundo a defesa, foi novamente utilizada a tese da imputabilidade, pois segundo o advogado, laudos do psiquiatra da Colônia Penal de Curitiba mostram que Silas Rosa tem problemas psiquiátricos. “O Ministério Público não aceita o laudo”, disse Julio Cesar.
A defesa ainda estuda a possibilidade de entrar com revisão criminal para o caso. O promotor que atuou no julgamento foi Wilson Dornelas Rodrigues Filho. Para Julio Cesar, como a pena é retroativa e Silas já cumpriu cerca de cinco anos de reclusão em regime fechado, ele poderá dentro de pouco tempo cumprir a pena em regime aberto ou semiaberto.
Crime
No dia 14 de outubro de 2008, Silas se desentendeu com a companheira e a polícia foi acionada na Rua Major Infante na Jardim Alves, em Jacarezinho, onde após tentativa de abordagem, o acusado desferiu um disparo que acertou o policial justamente onde não havia cobertura do colete balístico. O militar ainda foi socorrido, mas não resistiu e morreu no hospital. Silas também foi baleado, levado para o hospital e sobreviveu aos ferimentos. Hoje anda com ajuda de muletas devido aos ferimentos.
fonte; Tá no Site