Header Ads

Image and video hosting by TinyPic

News

Vice Presidente dos Direitos Humanos que esteve em Ourinhos, é preso acusado de pertencer á célula do PCC


O Vice Presidente do Conselho dos Direitos Humanos, Luiz Carlos dos Santos, na ocasião foi ouvido pelo Delegado da DIG Dr João Ildes Beffa, que é a autoridade que está apurando o caso do disparo de arma de fogo por parte de um Policial Militar.
O Ministério Público do Estado de São Paulo, realizou na manhã desta Terça feira 22/11/16, a operação “ETHOS”, com a finalidade de desarticular Célula Criminosa da Organização PCC (Primeiro Comando da Capital), denominada de “R”, composta por 40 advogados, entre eles o Vice Presidente do Conselho de Direitos Humanos, sob controle de presos vinculados a organização criminosa. Com apoio de Policiais Civis e membros do Ministério Público, foi efetuada toda a operação, sendo que a investigação Policial teve inicio há cerca de 1 ano e meio, e identificou 55 pessoas, das quais 41 estavam em liberdade e contribuíam para prática criminosa vinculada á organização, motivo das prisões realizadas. Outras 14 pessoas, componentes da Organização, são presos que estão no Sistema Penitenciário Paulista, considerados líderes da Facção. O Vice Presidente do CONDEP, Luis Carlos dos Santos, teria sido cooptado pela célula “R” e a organização criminosa teria pago a quantia de R$ 130.00,00 com a finalidade de desestabilizar a Segurança Pública do Estado, por meio de “Falsas Denúncias”, como a que teria sido feita por uma Jornalista na Cidade de Ourinhos, divulgada em alguns sites, rádios, jornais e páginas sociais.
O REPÓRTER NA RUA PARABENIZA O MINISTÉRIO PÚBLICO E A POLÍCIA CIVIL PELA BRILHANTE OPERAÇÃO E VEM MOSTRAR COM SEU JORNALISMO IMPARCIAL A VERDADE DOS FATOS, SENDO QUE NA OCASIÃO, TODA UMA INSTITUIÇÃO DA POLÍCIA MILITAR TERIA SIDO PRÉ – JULGADA, SENDO QUE AGORA COM O PASSAR DO TEMPO A VERDADE VEM SENDO ESCLARECIDA.